Encontre rapidamente o que procura:


  usando o Googl

This free script provided by JavaScript Kit

Dor de Dentes

Página Principal Doenças Medicamentos Dependências Lazer Cuidados Corporais Cuidados Alimentares Primeiros Socorros Vida e Saúde Medic Alternativos

 



Voltar

Odontalgias

A Dor de dentes pode ter várias causas:

Cárie 
Periodontite (Inflamação do local onde se fixa o dente);
Obturação ou fractura dentária (Dente furado ou partido);
Abcesso dentário (Infecção);
Dor neuropática (Dor no nervo);
Erupção dentária (Nascer dos dentes).

Os principais factores que predispõe para problemas dentários são:

Factores internos (Idade, estado imunitário, fluxo salivar, pH oral, etc.);
Factores externos (Alimentação, higiene oral, tabagismo, etc.);
Placa bacteriana (Composta por microorganismos, açucares da dieta, proteínas da saliva, leucócitos e bactérias Gram negativas).

Cárie e periodontite são os problemas dentários mais comuns. Na carie dentária os primeiros estadios são assintomáticos e a dor só é sentida quando a dentina fica exposta.

Anatomia do dente

Sintomas:

Dor intermitente ou contínua;

Sensibilidade ao frio e ao calor;

Edema

A dor de dentes nas crianças coincide, geralmente, com o período de erupção dentária, que pode ir dos 6 aos 33 meses. Os sintomas característicos são a irritabilidade e a falta de sono.

Prevenção:

Manter uma boa higiene oral (Escovar diariamente os dentes, sobretudo depois das refeições e passar fio dental);

Manter uma alimentação saudável (Redução do consumo de açucares);

Ingerir flúor:

Através da alimentação pelo consumo de peixe por exemplo;

Tomar suplementos vitamínicos com flúor;

Usando pastas ricas em flúor.

Tratamento:

Na erupção dentária pode-se aliviar os sintomas com recurso a gelo, compressas de água fria ou massajadores próprios.
Os geles bucais de Salicilato de colina  também podem ser utilizados.

Nas outras situações a dor pode ser aliviada recorrendo a sprays gengivais de benzocaína, um anestésico local, ou recorrendo a analgésicos e anti-inflamatórios.

Ver analgésicos e anti-inflamatórios

O recurso a analgésicos para alívio da dor de dentes é limitada a pequenos períodos de tempo. O recomendável é a consulta de um dentista, o mais rápido possível.

Sintomas persistentes, associados a febre ou dor de cabeça, abcesso dentário, cárie e dente fracturado requerem sempre a consulta de um especialista.

Após extracção dentária recomenda-se:

Aplicar gelo;

Se o rosto estiver inchado deve-se desinfectar com anti-sépticos orais;

Ingerir alimentos líquidos e frescos durante as primeiras 24 horas;

Dormir de cabeça mais elevada.

 

 

 

Doenças Infeciosas Doenças Crónicas Medicamentos Dependências Lazer
Hepatite
Meningite

Próstata 
SIDA
Vacinas
Varicela
Zona
Alergias
Asma
Calendário Polínico
Colesterol

Diabetes

Gota

Hipertensão

Osteoporose
Analgésicos
Antigripais
Cansaço

Vitaminas
Álcool
Drogas
Tabaco
Sol/Protectores
Viagens
Cuidados Corporais Dor e Febre Primeiros Socorros Vida e Saúde Medicamentos Alternativos
Cabelo
Caspa
Celulite
Pele Seca

Piolhos
Dor Dentes
Dor Garganta
Dor Menstrual
Dor Muscular
Febre
Emergências Animais domésticos
Auto-medicação

Bebé
Contraceptivos
Emagrecer
Impotência Sexual
Menopausa

Ressonar

Vacinas
Acupunctura
Chá
Fitoterapia
Homeopatia
Naturopatia
Osteopatia
Quiropráxia
Tisanas
Dermatologia Aparelho Digestivo Aparelho Respiratório Aparelho Genito-urinário Olhos e Ouvidos
Acne
Aftas
Calos
Dermatite
Diarreia

Frieiras
Hematomas
Herpes Labial
Micoses
Queimaduras
Varizes
Azia
Enjoos
Fígado e Vesícula
Flatulência
Hemorróidas
Lombrigas
Obstipação
Congestão Nasal
Constipação
Gripe

Tosse
Candidíase
Herpes Genital
Inf. Urinária
Olhos
Osteoporose
Ouvidos

Página da autoria de Laurentino Moreira (farmacêutico) - Última actualização em 17-Mar-2013